Drummond sensual.

por em Geral

Sabem que dia é hoje? Halloween. É o dia que o Carlos Drummond de Andrade faria 109 anos. Bem, eu não sou muito fã de poesia, mas sou fã desse cara.

Todo mundo sabe que ele adorava falar de amor…até que resolveu falar amorosamente de sexo.  O curioso é que ele pediu para que publicassem suas poesias safadinhas somente depois de sua morte. Acho que ele não queria estar vivo para ver o quanto a pornografia podia ser mais forte que o amor.

Escolhi 3 poemas de “O Amor Natural” (publicado em 1992) para vocês.

Desenho lindo da Janara para combinar com o tema. http://www.flickr.com/photos/janara/

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça

Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça

de magnificar meu membro.

Sem que eu esperasse, ficastes de joelhos


em posição devota.


O que passou não é passado morto.

Para sempre e um dia

o pênis recolhe a piedade osculante de tua boca.

Hoje não estás sem sei onde estarás,

na total impossibilidade de gesto ou comunicação.

Não te vejo não te escuto não te aperto


mas tua boca está presente, adorando.

Adorando.

Nunca pensei ter entre as coxas um deus.

(isso é muito engraçado)

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A outra porta do prazer

A outra porta do prazer,

porta a que se bate suavemente,

seu convite é um prazer ferido a fogo

e, com isso, muito mais prazer.

Amor não é completo se não sabe

coisas que só amor pode inventar.

Procura o estreito átrio do cubículo

aonde não chega a luz, e chega o ardor

de insfrida, mordente

fome de conhecimento pelo gozo.

 (Só ele para escrever sobre isso de um jeito tão lindo)

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Sugar e ser sugado pelo amor

Sugar e ser sugado pelo amor

no mesmo instante boca milvalente

o corpo dois em um gozo pleno

que não pertence a mim nem te pertence

um gozo de fusão difusa transfusão

o lamber o chupar o ser chupado

no mesmo espasmo

é tudo boca boca boca boca

sessenta e nove vezes boquilíngua.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Feliz Aniversário, Drummond! Que  você tenha um deus entre suas coxas aí no céu!

Comentar via Facebook

Comentar via Blog