Cidadão Ilustre – mais um bom filme argentino.

por em Geral

Cidadão Ilustre foi um filme que mexeu comigo e possivelmente mexa com você. Afinal, voltar ao passado e revisitar nosso lugar de origem é um turbilhão entre amor e ódio. Dos argentinos Mariano Cohn e Gastón Duprat (que fizeram também El Hombre al Lado, que considero excelente), o filme é sobre a história de um escritor, Daniel Mantovani, que sai do seu pueblito chamado Salas na Argentina, se muda para a Europa e fica 40 anos sem pisar onde nasceu. Neste tempo, ele se torna um autor consagrado mundialmente, chegando a receber um Nobel de literatura. Os livros de Mantovani são inspirados na sua pequena cidade, retratando com acidez e ironia a patética vida no interior.

O filme tem várias camadas e é possível fazer muitas leituras, mas os diálogos precisos trazem o cinismo da vida intelectual, a arrogância do artista e os incômodos de alguém que saiu e voltou com outros olhos e outras referências.  Essa visita ao passado é bastante cômica e também dolorosa. Mas como detesto trailers porque contam o filme inteiro, não vou me prolongar porque perde a graça. Apenas deixo aqui minha recomendação e a dica para ficar de olho nas produções de Cohn e Duprat, que fazem filmes simples, certeiros e com humor tipicamente argentino.

200315El_Hombre_De_Al_Lado_-_Region_4_por_Seba19_[dvd]_80

Comentar via Facebook

Comentar via Blog