Textos

mentira cara de pau.

mentira cara de pau.

por em Geral, Textos

gosto de imaginar as piores coisas sobre você. me faz bem pensar que você é um merda que eu tive a sorte de me livrar. tenho um poder de acreditar nas minhas próprias mentiras. mas tudo bem, não me sinto só. todos nós criamos uma narrativa que possa fazer algum sentido só pra dizer que […]

resposta.

resposta.

por em Abra as mensagens, Textos

você me perguntou como estou, como me sinto. me disse que não encontrou nada por aqui, nesse blog, por isso, queria um e-mail. te respondo por aqui. porque, ainda que eu ou você, um dia, decidamos por apagar e-mails, eu nunca vou deletar um único arquivo desse lugar. já que você perguntou e nossas conversas costumam […]

despertador > por braian boguszewski

despertador > por braian boguszewski

por em Textos

Hoje tivemos o primeiro dia de frio do ano. Dormi a manhã inteira sobre todas as minhas preferidas posições de sono. Fiquei entre travesseiros, mantas e músicas invernais até o limite das horas. Quando a enjoada inércia sobrepujou meu corpo para o lado direito, um estreito abrir de olhos me recordou as exterioridades. Foi ali, […]

B de Bruna

B de Bruna

por em Textos

De dentro do ônibus, observo quem está com a luz acesa, qual a temperatura do ar, o tipo físico dos passageiros e o que carregam consigo. Essa é toda minha realidade enlatada por 8 horas e 30 minutos – sem atraso e com parada de 25 minutos,( que deixou de ser parada para comer, para […]

outro lado

outro lado

por em Textos

algo muda dentro de mim. tenho reparado mais nas miudezas dos sinais tenho me atraído por gente que, quando ri, é porque teve vontade de rir de verdade. (dá pra perceber, é fácil.) gente que olha no olho sem medo ou sem desvios mínimos, daqueles que é pra recuperar o fôlego e poder suportar la mirada mais […]

voo 1111.

voo 1111.

por em Textos

Voo 1111. Poltronas 19 F E D. Sentei na janela mas meu lugar era o corredor. Confundi. Pedem educadamente para que eu sente no lugar certo. Derrubo minha bolsa e papéis. Ele derruba fone, uma pasta de dente cai da sua mochila e levo três cotoveladas sem nenhum pedido de desculpa. Ele não tira os […]

tempestade com tempestade

tempestade com tempestade

por em Textos

a vida toda procurei mares calmos para mergulhar pensava que tempestades quando se encontram podem ter uma força destruidora. por algum tempo acreditei no equilíbrio essa coisa de yin yang é tipo água mole pedra dura tanto bate até que escuta. ficava na beirada dos riachos tranquilos, pra não deixar o fogo alastrar mas onde há […]

velha.

velha.

por em Textos

não é medo de envelhecer. o corpo pode cair, mas não quero viver com os pés sempre no chão. é medo de ser uma dessas que acha que já viveu de tudo e fala com uma falsa autoridade de assuntos importantes. eu só não quero ser aquela que vai na padaria com o filho que grita […]

asas

asas

por em Textos

ora, se pegava voando, ora, em mergulhos profundos. ainda não havia experimentado o tal do pé no chão, por isso, diziam que tinha que voltar à terra. deu de ouvidos e bateu as asas. <<>>

comunicação não verbal. nada a dizer.

comunicação não verbal. nada a dizer.

por em Textos

talvez por sempre ter sido da fala e das palavras, deixei passar outros sinais. prestei pouco atenção na comunicação não verbal entre as pessoas. pensava que ter uma boa conversa com alguém era o maior indicativo de afinidade. mas, talvez por estar vivendo uma fase mais silenciosa, outras percepções vieram à tona. escolhi uma casa […]

sinta o coração e presta atenção no estômago.

sinta o coração e presta atenção no estômago.

por em Geral, Textos

Primeiro, senti minhas mãos suando. Molhada. Senti que flutuava. Depois, perdi um pouco do ar. Apesar disso, as batidas do coração me pareciam controladas. Passado um tempo, ao encontrar a mesma pessoa, percebi que franzia o rosto, como alguém que agoniza e escancara o desagrado. O estômago passou a revirar. Parece que meu corpo me […]

tropeçados.

tropeçados.

por em Geral, Textos

era bom caminhar do teu lado.  havia um desiquilíbrio corporal que fazia com que a gente caminhasse meio se tropeçando. não sei se era bom, ou se era ruim. se era vontade de chegar mais perto, ou passos desencontrados. se era sinal, se era acaso. se a culpa era minha, tua, do sapato ou da […]

Que o tempo passe.

por em Textos

Você cruzou meu caminho lá trás, como alguém que atravessa a rua no sentido oposto. Não nos reconhecemos. Alguns anos se passaram para que, de novo, a gente se cruzasse. Dessa vez, foi na rua mesmo, indo para a mesma direção.  Quando te vi, gostei da quantidade de grampos que você usava no cabelo. Era […]

des-conhecer.

des-conhecer.

por em Textos

seria possível tornar a vê-lo como um desconhecido, só para ter a graça de te conhecer de novo? não tenho vontade nenhuma de te reconhecer na rua e fingir que conheço alguma coisa sobre você. que bom seria imaginar como é a sua voz, não saber da história trágica após seu nascimento e qual é […]